Crypto: a indústria da cannabis está chegando!

A indústria de cannabis se prepara para alavancar Blockchain e tecnologias auxiliares para uma evolução chave Web3 de todo o setor. Além da censura e regulamentações mais ou menos severas, a cadeia de suprimentos representa um negócio como o que acontece em qualquer outro campo comercial.

Para nos dar uma ideia do rumo que o setor deve tomar Kathee Brewerdiretor editorial de uma das revistas mais conceituadas do setor.

Outro sinal importante para todo o setor, que também é tentador para um dos setores industriais mais inovadores, florescente na América, mas ainda não na Europa, também devido a leis nem sempre claras. Ainda podemos investir com eToro - acesse aqui para obter uma conta de teste gratuita, com um capital virtual de 100 – intermediário que nos permite investir em Mais de 75 ativos de criptografia e também nas melhores ações do setor de maconha legal.

avecs 50 $ podemos mudar para a conta real, para um grupo que nos oferece CopyTrader copie o melhor e espione suas carteiras e Carteiras inteligentes investir em cabazes de produtos, alguns dos quais também dedicados a este sector.

O mundo da cannabis legal está se voltando para NFT e Metaverse

Revista Mg é uma revista de informação e divulgação sobre tudo o que é notícia e cultura no vasto setor da cannabis. Um ponto de referência para produtores, varejistas, comerciantes e consumidores, aos quais se dirige toda a cadeia de fornecimento de maconha e seus derivados.

De guias práticos ao observatório da política internacional, passando pelas últimas tendências de vendas e consumo, a revista oferece um olhar sempre atento sobre o que o mundo tem a oferecer em torno de um negócio com infinitas ramificações.

Um editorial recente discute a evolução esperada dos principais Web3 do setor. Tecnologias derivadas de corrente de blocosegundo a fonte, eles já mostraram um impacto significativo nas economias de todos os setores que os adotaram em diferentes níveis.

Para a indústria de cannabis, criptomoedas e VIDEOS em particular, eles podem oferecer mais de um benefício. Referimo-nos à capacidade de criar comunidades virtuais em escala global em torno de uma marca, com tokens que sabemos que se prestam a transmitir benefícios colaterais, como experiências do mundo real, visualização de acesso online a lançamentos e iniciativas futuras, até e incluindo descontos e promoções de todos os tipos.

Sem falar na facilidade de cripto-moedas em geral, e aqui adicionamos di Bitcoin nomeadamente promovendo as transacções internacionais com certa rapidez, em total segurança e sobretudo protegidas da censura e das falhas típicas do sistema bancário tradicional.

Publicidade, mas não só

Mesmo de uma perspectiva puramente publicitária, essas tecnologias podem ser usadas pelos fabricantes para contornar a censura e as restrições aplicadas por muitas jurisdições. Isso não deve soar como uma exortação para contornar as leis em vigor, mas pelo contrário o fabricante pode estabelecer uma relação mais próxima com seus usuários, continuando a operar legalmente.

Vamos pensar no metaverso e suas infinitas variações: de organizações institucionais a empresas que atuam nos mais diversos setores, essa tecnologia agora acolhe assuntos de todos os tipos. Aqui, o espaço que a fabricante reserva para seus clientes na corrente apareceria como a loja que vende líquidos para e-cigs, outro setor que (na Itália) não pode anunciar seus produtos porque contêm nicotina.

Ainda assim, a loja pode operar e vender. E ele pode dar conselhos, ainda que dentro das quatro paredes de suas instalações. Paredes que podem se tornar virtuais, permitindo que a marca alcance um público mais amplo. Algo de outra forma proibido, para quem o solicitou, através do site.

Por outro lado, a da cannabis é uma indústria que, como muitas outras, pensando em uma perspectiva de marketing, é chamada a explorar novas tecnologias para seus interesses legítimos.

Nosso setor mostrou que pode suportar tempos difíceis, superar tempos difíceis e incertezas econômicas, como a atual. Os operadores do setor sempre fizeram questão de aproveitar o bem que o progresso tecnológico pode oferecer.

Resumir claramente o conceito é Kathee Brewerdiretor editorial do grupo ao qual revista mg Atenção. Seus pensamentos então se voltam para previsões para o futuro próximo. De acordo com Cervejeiroem cinco anos todo o setor estaria pronto para explorar Token não fungível Et metaverso em todos os aspectos da cadeia de suprimentos, da produção à gestão de recursos humanos, da otimização do armazém às vendas.

Ler também